sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Aumento do nível do mar ameaça Xangai

O futuro da cidade chinesa de Xangai, com quase 20 milhões de habitantes, depende de se encontrar maneiras de frear o aquecimento global. O derretimento de geleiras e calotas polares está elevando o nível do mar em todo o mundo, deixando milhões de pessoas em áreas costeiras e ilhas vulneráveis a enchentes e outras catástrofes. E Xangai, que está a 3 metros do nível do mar, é uma das grandes cidades ameaçadas, assim como Londres, Nova York, Amsterdã, Cairo, Tóquio e Mumbai. Nas estimativas de Stefan Rahmstorf, respeitado pesquisador do Instituto de Pesquisas em Mudanças Climáticas de Potsdam (Alemanha), haverá um aumento de 1 metro no nível do mar neste século e de 5 metros nos próximos 300 anos. E o mar já está em constante avanço em Xangai, contaminando seus fornecimentos de água doce, avançando e comendo solos preciosos. De maneira nenhuma Xangai vai estar debaixo do mar daqui a 50 anos. Não vai ser como nas cenas do filme “Um dia depois de Amanhã”, afirma Zheng Hongbo, geólogo que dirige a Escola de Ciências da Terra e Engenharia da Universidade de Nanjing. “Cientificamente, porém, este é um problema, queiramos ou não”, diz.Por isso, engenheiros de Xangai estão reforçando comportas e diques para conter rios. E consideram a construção de barreiras ainda maiores, como as de Londres, Veneza e Holanda.

Nenhum comentário: