terça-feira, 9 de julho de 2013

Cidades se reúnem para tratar de resíduos sólidos

Eles são a terceira maior fonte de emissão de metano.
Dez grandes cidades de cada região do mundo, incluindo Rio de Janeiro, Nova York e Ho Chi Minh City se reuniram em Vancouver, Canadá, para tratar de uma redução significativa de poluentes do ambiente originados de lixo sólido.
Os resíduos sólidos municipais são a terceira maior fonte de emissões de metano causadas pelo homem, e o gás é 20 vezes mais potente que o CO2. O metano vem da decomposição dos resíduos em lixões, e a queima de lixo não coletado a céu aberto causa emissões de carbono negro, contribuindo com a qualidade pobre do ar e com doenças em muitas cidades.
Este setor é um desafio crescente. O Banco Mundial estima que a quantidade de resíduos sólidos municipais quase dobrará, das 1.3 bilhão de toneladas por ano de hoje para 2.2 bilhões em 2025.
Enquanto isso, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, anunciou planos de fazer o quinto encontro bienal de cúpula de prefeitos (C40) em fevereiro, em Joanesburgo. Bloomberg é no momento presidente do Grupo de Liderança do Clima das Cidades C40.
“Cidades em todo o mundo, particularmente as do C40, estão tomando medidas significativas, com resultados quantificáveis. Por isso, como mostram nossas pesquisas, estamos tendo um impacto real no combate aos efeitos da mudança do clima. Enquanto nações e entidades internacionais se reúnem para falar sobre estas questões, as cidades do C40 estão tomando medidas concretas para proteger nosso planeta e fazer as cidades crescerem,” disse o prefeito.
O C40 nota que, embora ocupem apenas 2% de toda a massa de terra do planeta, elas contêm mais de 50% de sua população. As cidades usam também dois terços da geração de energia e geram mais de 70% das emissões de carbono. Trabalhando juntas, as cidades podem cortar emissões futuras de gases estufa em 1.3 bilhão de toneladas, afirma o grupo, segundo a CBS News. (abril)

Nenhum comentário: