domingo, 11 de maio de 2014

Sistema Cantareira cai novamente e chega aos 9,2%

Volume de água do Sistema Cantareira cai novamente e chega aos 9,2%
Na mesma data em 2013, nível era de 61,8%, segundo a Sabesp.
O nível de água armazenada no Sistema Cantareira continua em queda e em 09/05/14 chegou aos 9,2% da sua capacidade.
Em 2013, no mesmo período, o volume registrado era de 61,8%, segundo os dados da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). Esse é o menor índice da história do sistema, que abastece quase 9 milhões de pessoas na capital e na região metropolitana.
Nas outras represas que abastecem a Grande São Paulo, o volume de água também apresentou queda. No Sistema Alto Tietê, o volume opera com 34,2%; em Guarapiranga, 75,8%; e no Sistema Alto Cotia, 47,9%.
A companhia informa que, nos níveis atuais de chuva, a região metropolitana tem o abastecimento garantido até março de 2015. Segundo a empresa, também não há racionamento, rodízio ou restrição de consumo de água em nenhum dos 365 municípios atendidos.
A Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos relata que não há programação de racionamento de água na capital e que o volume estratégico do Sistema Cantareira é suficiente para abastecimento até meados de 2015.
No dia 1º deste mês, o governo do Estado de São Paulo informou que a Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia) aprovou a proposta da multa de 30% para quem aumentar o consumo de água na Grande São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, a medida agora está sendo avaliada pela Procuradoria-Geral do Estado antes de entrar em vigor.
A intenção do governo é começar a multar os clientes da Sabesp em junho a partir do consumo medido em maio. De acordo com a secretaria, o cálculo será feito a partir da média do consumo mensal realizado em 2013.
Antes da multa, alternativas foram colocadas em prática. Neste ano, a Sabesp intensificou a captação de água em outras fontes já disponíveis, como o Sistema Alto Tietê, e deu andamento a projetos para captar água em regiões mais distantes, como o Sistema São Lourenço, no interior do Estado. Além disso, a companhia anunciou, no início de ano, a oferta de um desconto de 30% para clientes que reduzissem em 20% o consumo de água. (r7)

Nenhum comentário: