domingo, 17 de janeiro de 2010

Afinal, quem polui menos: o álcool ou a gasolina?

A decisão de adotar o IPI verde para carros com motor a álcool e flex ressuscita uma discussão provocada por uma informação divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente em 16 de setembro, de que o álcool combustível pode poluir tanto quanto a gasolina. E que os motores com menor potência chegam a poluir mais do que os de maior capacidade. No ranking sobre poluição e emissão de gases, as melhores notas foram dadas a carros que usavam gasolina no momento dos testes. O estudo foi duramente criticado pela União da Indústria de Cana de Açúcar (Unica), sob a alegação de que utilizou uma metodologia que não levava em conta a emissão de gases causadores do efeito estufa e outros poluentes importantes, o que permitiria uma avaliação mais precisa. Após a divulgação do ranking, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, cobrou das montadoras aperfeiçoamento dos motores flex para que o consumo de álcool seja mais eficiente e emita menos gases poluentes. Na época, ao comentar o estudo, Minc explicou que, do ponto de vista da emissão de dióxido de carbono (CO2), causador do aquecimento global, o etanol tem impacto zero na atmosfera, porque o CO2 emitido é absorvido pelas plantações de cana.

Nenhum comentário: