segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A fome de Marina é a mesma do povo brasileiro

Quando eu li na mídia que a Rita Lee havia dito que não votaria na Marina “porque ela tem cara de fome”, a princípio me revoltei, afinal de contas eu, também, sou do norte, como Marina, embora não tenha passado fome “de comida”, mas eu sei o que as pessoas sentem quando passam fome e conseguem vencer na vida. Não precisamos ir muito longe, mas até mesmo na capital da República, há muita “fome” por diversos motivos e muitos procurando seguir o exemplo de Marina Silva. Lendo a biografia de Marina, constatei a vida dura que ela levou para chegar até aqui e pude verificar que ela sente “muita fome”, fome essa que a Rita Lee não conhece. Marina tem cara de fome, sim, mas fome de lutar pelo seu povo e pela Amazônia, tentando preservar o pulmão do mundo, para que nós e a própria Rita Lee, possamos viver um futuro com qualidade vida. Marina sente fome, sim, de manter a “Ordem e Progresso” no Brasil, porém com sustentabilidade, porque é possível progredir economicamente e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente. Marina tem cara de fome, mas de uma “fome” que a fez merecedora do prêmio Champions of the Earth (campeões da terra), maior reconhecimento das nações unidas para a área ambiental. Marina tem cara de fome, de tanto lutar para que nós brasileiros tenhamos a consciência de que não “existirá futuro” promissor, senão preservarmos as nossas florestas, os nossos rios e os nossos oceanos. Marina tem cara de fome, porque busca como poucos conscientizar os nossos governantes de que não podemos construir hidrelétricas, sem calcular todos os impactos ambientais e nem alterar a natureza arbitrariamente, porque ela se revolta e provoca os desastres naturais. Marina tem cara de fome, sim, mas de uma fome que somente as pessoas inteligentes e conscientes são capazes de entender e, mesmo com a “cara de fome”, Marina é uma mulher digna que não vive falando tolices para aparecer na mídia. Marina, mesmo com a cara de fome, “você já é bonita com o que Deus lhe deu”. Mesmo com a silhueta frágil, consigo ver a sua fortaleza diante das adversidades e que está preparada para vencer os desafios que o Brasil oferece, porque você tem o temor e o amor de Deus. Marina a sua ”fome” é a minha fome e de quase vinte por cento dos brasileiros. Eu admiro a sua fome para mudar o Brasil. (Ecodebate)

Nenhum comentário: