sábado, 27 de outubro de 2012

Desmate amazônico aumenta 154%

Em setembro de 2012, o Imazon detectou 431 km2 de desmatamento na Amazônia Legal, valor 154% maior do que em 2011
Boletim do Desmatamento (SAD) (Setembro de 2012) Martins, H., Fonseca, A., Souza Jr., C., Sales, M., & Veríssimo, A. 2012.
Boletim Transparência Florestal da Amazônia Legal (setembro de 2012) (p. 13). Belém: Imazon.
Em setembro de 2012, o SAD detectou 431 km2 de desmatamento na Amazônia Legal. Esse valor foi 154% maior do que o desmatamento detectado em setembro de 2011. Desse total, a maioria (68%) ocorreu no Pará e o restante no Mato Grosso (14%), Rondônia (12%), Amazonas (3%) e Tocantins (2%). Entre os municípios o desmatamento foi mais concentrado em Altamira (PA) e Cumaru do Norte (PA).
O desmatamento acumulado no período de agosto de 2012 a setembro de 2012, correspondendo aos dois primeiros meses do calendário atual de desmatamento, totalizou 663 km2. Houve aumento de 62% em relação ao ano anterior (agosto de 2011 a setembro de 2011) quando o desmatamento somou 410 km2.
As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 283 km2 em setembro de 2012. Em relação a setembro de 2011 houve uma redução de 57% quando a degradação florestal somou 658 km2. A maioria (52%) ocorreu no Mato Grosso seguido pelo Pará (45%), e o restante no Amazonas e Rondônia.
A degradação florestal acumulada no período de agosto de 2012 a setembro de 2012 totalizou 343 km2. Em relação ao período anterior (agosto de 2011 a setembro de 2011) houve redução de 57%% quando a degradação florestal somou 789 km2.
Em setembro de 2012, o desmatamento detectado pelo SAD comprometeu 6,7 milhões de toneladas de carbono (com margem de erro de 505 mil toneladas) o equivalente a 24,7 milhões de toneladas de CO2 equivalente
Em setembro de 2012, a cobertura de nuvens foi reduzida e com isso foi possível monitorar 80% da Amazônia Legal. (EcoDebate)

Nenhum comentário: