sexta-feira, 17 de maio de 2013

Pico histórico de 400 ppm de concentração de CO2

Pico histórico de 400 ppm de concentração de CO2 se tornará média anual, dizem meteorologistas
"Curva de Keeling”, que mostra a evolução das concentrações atmosféricas de CO2 ano a ano ao longo das últimas cinco décadas.
A OMM (Organização Meteorológica Mundial) avaliou que, após superado o limite histórico de concentração de dióxido de carbono na atmosfera na semana passada, este pico pode se tornar a média anual mundial.
No ritmo de aumento atual, a média anual mundial de concentração de CO2 superará o limite das 400 partes por milhão (ppm) em 2015 ou 2016″, informou a agência da ONU em comunicado.
Um observatório situado no vulcão de Mauna Loa, no Havaí, registrou em 09/05/13 uma concentração de CO2 de 400,03 ppm, segundo a Agência Norte-Americana Oceânica e Atmosférica (NOAA, na sigla em inglês).
Embora se trate de uma medida pontual, segundo especialistas, a média anual de 2013 superará sem dúvida a de 400 ppm, um número simbólico que marca uma tendência inquietante do planeta rumo ao aquecimento.
A última vez que o planeta registrou uma concentração de CO2 na atmosfera superior às 400 ppm foi entre 3 milhões e 5 milhões de anos atrás, durante a era do Plioceno. A temperatura era, então, de 3 a 4 graus acima da atual.
A encarregada da ONU (Organização das Nações Unidas) para o Clima, Christiana Figueres, advertiu em 13/05/13 que a concentração de CO2 na atmosfera põe o planeta em uma “zona de perigo”.
Christiana assegurou que “ainda há uma oportunidade para evitar os piores efeitos das mudanças climáticas” e fez um apelo à comunidade internacional para que dê uma “resposta política capaz de enfrentar este desafio”.
O objetivo fixado pela comunidade internacional em 2009 é manter o aquecimento global a um máximo de +2 graus Celsius em relação aos níveis de antes da era industrial. Se este patamar for superado, os cientistas consideram que o planeta entrará em um sistema climático marcado por fenômenos extremos.
Com uma média anual de 400 ppm de concentração de CO2, o aquecimento global previsto será de pelo menos 2,4°C, segundo o último relatório dos especialistas da ONU sobre o clima (IPCC, na sigla em inglês). As emissões de CO2 na atmosfera não param de aumentar e, se a tendência se mantiver, a temperatura pode aumentar entre 3 graus Celsius e 5 graus Celsius.
O próximo grande encontro será a cúpula climática da ONU, que será realizada na França em 2015. Mas estas negociações, que envolvem os grandes poluidores do planeta, com China e Estados Unidos à frente, não serão fáceis. A última tentativa de implementar um acordo desse tipo, feita em 2009, durante a reunião em Copenhague, na Dinamarca, fracassou. (EcoDebate)

Nenhum comentário: