sexta-feira, 3 de maio de 2013

Parão mais rígido de qualidade do ar

São Paulo adota padrão mais rígido de qualidade do ar
O Estado de São Paulo decidiu, em decreto publicado em 24/04/13, reduzir os índices considerados adequados para oito tipos de poluentes atmosféricos - e assim deixar mais rígidos os padrões de qualidade do ar. A mudança ocorre 23 anos após a definição do padrão anterior e atendem aos valores estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2005.
Em 2010, São Paulo se tornou o primeiro Estado do mundo a discutir a adoção dos novos padrões - mais rígidos do que os previstos para adoção na União Europeia até 2015. A partir desse novo sistema, o número de dias em que a qualidade do ar no Estado será considerada inadequada deve aumentar. No ano passado, a poluição por ozônio foi a pior da década na Região Metropolitana de São Paulo. Também serão ampliadas as exigências para empresas que buscam licenças ambientais. (terra)

Nenhum comentário: