sexta-feira, 21 de junho de 2013

Sai rascunho do ODS

Sai rascunho dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Painel das Nações Unidas apresenta o primeiro rascunho dos dez Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que devem nortear as políticas públicas e privadas do mundo a partir de 2015.
O legado da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que aconteceu em junho de 2012 no Rio de Janeiro e ficou popularmente conhecida como Rio+20, continua: a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN) - painel da ONU formado por especialistas de vários lugares do mundo, incluindo Brasil - apresentou o primeiro rascunho dos dez Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
Trata-se de um conjunto de metas, nos moldes dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que deve ser assumido por todos os países-membros da ONU após 2015, quando expira o prazo para o cumprimento dos ODM, norteando todas as políticas públicas e privadas do mundo.
A criação dos ODS foi acordada durante a Rio+20 e foi considerada uma das principais conquistas do documento O Futuro que Queremos, resultante da Conferência. Já em agosto de 2012, a pedido de Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, o grupo SDSN foi criado, sob a coordenação do economista norte-americano Jeffrey Sachs, para dar início às discussões que resultarão na implantação dos Objetivos em 2015.
A primeira grande realização do grupo foi o rascunho dos ODS, que apresenta dez metas para serem assumidas pelos países-membros das Nações Unidas:
1. Fim da pobreza extrema e da fome;
2. Alcançar o desenvolvimento global;
3. Garantir aprendizado eficaz às crianças e jovens;
4. Alcançar a igualdade de gêneros, inclusão social e direitos humanos;
5. Alcançar o bem-estar e garantir a saúde em todas as idades;
6. Melhorar os sistemas agrícolas e aumentar a prosperidade rural;
7. Capacitar as cidades, tornando-as inclusivas, produtivas e resistentes;
8. Controlar as mudanças climáticas e garantir energia limpa a todos;
9. Assegurar serviços ambientais, biodiversidade e bom gerenciamento dos recursos naturais
10. Transformar a governança para o desenvolvimento sustentável.
Disponível na internet, o rascunho dos ODS ficou aberto para consulta pública até 22/05, quando o SDSN começou a trabalhar, novamente, em cima do documento para fazer melhorias. Formado por cerca de 80 especialistas, o grupo de discussão conta com três brasileiros: Israel Klabin, diretor da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS), Vania Somavilla, diretora de sustentabilidade da Vale, e Virgílio Viana, superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS). O economista indiano Pavan Sukhdev, autor do livro Corporação 2020, lançado em português pelo selo Planeta Sustentável, também integra a equipe. (exame)

Nenhum comentário: