sábado, 31 de agosto de 2013

Brasil não chegará a 230 milhões de habitantes

Brasil nunca chegará a 230 milhões de habitantes, diz IBGE
Anote aí: o máximo de pessoas vivendo no Brasil será de 228 milhões, número atingido em 2042. Daí, seremos apenas menos e menos a cada ano. A previsão é do IBGE.
População brasileira vai crescer até 2042, quando chegará ao ápice de 228.343.224 habitantes. Ao mesmo tempo, proporção de jovens vai diminuir.
Milhões de pessoas em Copacabana, no Rio, na Jornada Mundial da Juventude: o Brasil vai ter no máximo 228,3 milhões de pessoas. A partir de 2042, isso só vai diminuir.
Hoje com 201 milhões de habitantes, o Brasil nunca terá 230 milhões de pessoas vivendo em seu território, número superado hoje por quatro países do globo (China, Índia, Estados Unidos e Indonésia). Os dados estão em pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicado com a projeção de população do país até 2060.
De maneira crescente, os brasileiros chegarão a 228,3 milhões em 2042, e daí começa o movimento ladeira abaixo.
Em 2060, último ano vislumbrado pela previsão, seremos quase 10 milhões a menos que o visto no ápice, segundo o IBGE (veja a tabela ano a ano abaixo, e em seguida a previsão por estado).
Ou seja, em 2060, o tamanho da população será próximo ao de 2025, na casa dos 218 milhões de habitantes.
A barreira dos 200 milhões foi superada pela primeira vez este ano, com 201 milhões de brasileiros.
Estados
Para os estados, a projeção do IBGE vai apenas até 2030. A unidade da federação mais populosa, São Paulo, hoje com 42,4 milhões de habitantes, alcançará 48,4 até este período (veja tabela ao final).
Acre, Roraima e Amapá continuarão tendo menos de um milhão de habitantes cada.
Sobre o trabalho do IBGE, não se pode desconsiderar que se trata de projeções, produtos perniciosos por natureza: embora com critérios complexos, estabelece um resultado matemático futuro baseado em padrões do passado.
A última vez que o IBGE havia feito previsões semelhantes foi em 2008. Com os dados presentes até então, por exemplo, projetou-se que o Brasil teria, no máximo, 219,1 milhões de pessoas, e em 2039.
Até 2060, o próprio IBGE terá muito material para rever o futuro. Até lá, no entanto, o que se pode esperar segue abaixo.
Ano – População
2010 - 195.497.797
2011 -  197.397.018
2012 - 199.242.462
2013 - 201.032.714
2014 - 202.768.562
2015 -  204.450.649
2016 -  206.081.432
2017 -  207.660.929
2018 -  209.186.802
2019 -  210.659.013
2020 -  212.077.375
2021 -  213.440.458
2022 -  214.747.509
2023 -  215.998.724
2024 -  217.193.093
2025 -  218.330.014
2026 -  219.408.552
2027 -  220.428.030
2028 -  221.388.185
2029 -  222.288.169
2030 -  223.126.917
2031 -  223.904.308
2032 -  224.626.629
2033 -  225.291.340
2034 -  225.896.169
2035 -  226.438.916
2036 - 226.917.266
2037 -  227.329.138
2038 -  227.673.003
2039 -  227.947.957
2040 -  228.153.204
2041 -  228.287.681
2042 -  228.350.924
2043 -  228.343.224
2044 -  228.264.820
2045 -  228.116.279
2046 -  227.898.165
2047 -  227.611.124
2048 -  227.256.259
2049 -  226.834.687
2050 -  226.347.688
2051 -  225.796.508
2052 -  225.182.233
2053 -  224.506.312
2054 -  223.770.235
2055 -  222.975.532
2056-   222.123.791
2057 -  221.216.414
2058 -  220.254.812
2059 -  219.240.240
2060 -  218.173.888 (exame)

Nenhum comentário: