sexta-feira, 17 de julho de 2015

Emissão de gases estufa tem que cair em 40%

Emissão de gases de efeito estufa tem que cair em 40%
Em março, níveis de poluição em Paris, na França, levaram a alerta.
Após ter acumulado evidências sobre o papel do homem no aquecimento global, cientistas reunidos na sede da UNESCO, em Paris, a cinco meses da COP21, querem se concentrar nos próximos passos a serem seguidos.
Enquanto a comunidade internacional vai se encontrar em dezembro sob os auspícios das Nações Unidas para tentar encontrar um acordo contra a mudança climática, 2.000 especialistas de todo o mundo e de diversas áreas estão reunidos até sexta-feira para compartilhar seu trabalho e lembrar os governos que o tempo para decidir chegou.
“O mundo está em uma encruzilhada crítica”, disse o secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, em uma mensagem lida em sua ausência. “E esta conferência não poderia ser melhor”.
O IPCC, grupo de especialistas em clima que lançou em 2014 a última síntese da pesquisa global, mostrou que “a temperatura das superfícies de terra e oceanos aumentou globalmente em quase 1°C (a partir do início do século XX), e em partes da África, Ásia, Norte e América do Sul o aumento é de até 2,5°C”, afirmou Ban Ki-moon. “E o IPCC disse que estamos nos movendo em direção a um aquecimento de 5ºC a 6°C se nada for feito”.
Do alerta às soluções. Os especialistas que estão em Paris representam um grande painel de disciplinas: física, geografia, tecnologia, economia e ciência política.
Os cientistas apontam que para permanecer dentro de 2°C o mundo deve reduzir de 40% a 70% as emissões de gases com efeito de estufa até 2050 e alcançar a “neutralidade de carbono” no fim do século.
“Só um acordo ambicioso sobre a redução das emissões vai colocar o mundo no caminho do desenvolvimento sustentável”, afirmou Flavia Schlegel, vice-diretora geral da UNESCO. (midianews)

Nenhum comentário: