quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Como está o Planeta

Introdução ao Meio-Ambiente: Como está o Planeta
HIMALAIA
Ecologicamente é dividido em Oriente e Ocidente. Na parte Ocidental há mais chuvas (regime das monções) e na parte Oriental é frio e seco. Isto ocasiona dois tipos de vegetações: no lado Oriental até a 1.000 m de altitude, nas planícies, predominam as estepes e acima dos 1.000 m até aproximadamente 3.600 m existem florestas temperadas de coníferas e decíduas (perdem folhas no inverno), após esta altitude as vegetações são escassas e pobres e a partir de 5.500 m as montanhas são cobertas de neve, gelo. Na região Ocidental as vegetações são mais ricas e diversificadas. Começando pelo fato de existir uma vegetação tropical até aproximadamente 1.800 m de altitude (clima tropical de monções), após isto até 3.600 predominam as florestas temperadas de coníferas. E surpresa: acima disso existem prados (vegetações esparsas de arbustos e gramíneas, como o Páramo dos Andes). As neves perpétuas no lado Oriental começam a partir de 4.800 m de altitude.
Surpreendentemente, existe uma rica fauna no Himalaia. Entre os mais conhecidos (entenda-se os mais visíveis) animais que vivem no Himalaia estão o carneiro azul, takin, tar, goral-himalaio, leopardo das neves e a marmota do Himalaia. Porém, com as novas ferramentas disponíveis, além de criações de instituições como World Wildlife Fund Living Himalayas Initiative, está revelando uma nova e espetacular biodiversidade no Himalaia, não só da fauna, como também da flora. Segundo a WWF (World Wildlife Fund) foram descobertas recentemente mais de 350 espécies novas na última década. Destes 21 novas espécies são de orquídeas, 16 anfíbios, 14 peixes, 2 pássaros, 2 mamíferos e cerca de 60 novos invertebrados. Os mais otimistas acreditam que há muito mais para serem descobertos.
Entre as descobertas mais interessantes estão um cervo miniatura (60 a 80 cm de altura e 11 quilos) que recebeu o nome de "muntjac". Um sapo verde brilhante "voador" batizado de "rhacophorus suffry" que possui membranas nos pés bem compridos. E uma incrível evolução da NATUREZA: um peixe chamado "peixe-gato marrom chocolate" que possui um adesivo na parte inferior ("barriga") que "cola" nas pedras para vencer as corredeiras dos rios do Himalaia. Verdadeiras evoluções de uma NATUREZA muito inteligente. Incrível mesmo. E o desenvolvimento humano e as alterações climáticas podem estar condenando (ameaçando-os de extinção) estas espécies endêmicas, exclusivas do Himalaia. (mikamienvironmentalblog)

Nenhum comentário: