domingo, 15 de julho de 2012

Tratamento da água contribui para a preservação

Através do tratamento da água a Guardanapos Leal contribui para a preservação do meio ambiente
A água é um recurso limitado. As alterações climáticas e o uso incorreto estão diminuindo o fluxo dos rios e a disponibilidade de água própria para o consumo humano.

Com responsabilidade perante o futuro, a Guardanapos Leal, desde março de 2008 disponibiliza dois sistemas de tratamento de água. “São dois tratamentos distintos. O primeiro trata as águas de lavagem dos sistemas de impressão dos guardanapos (que utiliza tinta à base de água, sem solventes). Esse tratamento se denomina físico-químico e consiste na adição de produtos químicos similares aos que se usa para tratamento de água de abastecimento ao efluente, seguido de processo de decantação, filtração e cloração. A água tratada é gerenciada em regime de reuso, podendo ser utilizada para irrigação, lavagem de pisos e retornar ao processo”, explica o auditor ambiental, Luiz Fernando Perroni de Souza.
Segundo Souza, os esgotos sanitários são tratados em sistema independente, do tipo lodos ativados por batelada. Esse sistema recebe todo o esgoto sanitário gerado no empreendimento em um tanque que distribui o esgoto para tratamento nos dois reatores biológicos, que operam em regime alternado. “Nos reatores biológicos é que ocorre o tratamento propriamente dito, através do fornecimento de ar (21% de oxigênio) suficiente para que microorganismos de ocorrência natural convertam e se alimentem da matéria orgânica, presente no esgoto resultando em água tratada e lodo (biomassa). Após um período de tempo pré-determinado para que o processo ocorra, o fornecimento de ar é interrompido para que a biomassa sedimente no fundo do reator e a água tratada possa ser retirada e direcionada primeiramente para o açude existente na propriedade e, posteriormente para os rios da região”, conta.
Segundo o diretor dos Guardanapos Leal, Hildebrando Tuca Reinert, a empresa busca, por práticas de gestão ambiental modernas, a adoção de processos produtivos racionais e com poucas perdas e a conscientização de seus colaboradores sobre a necessidade de preservação dos recursos naturais. ”Diariamente tratamos 12 mil litros de água. Colaboramos com a redução da poluição hídrica e devolvemos à natureza a água com menor carga poluidora”, explica.
Você sabia que:
Os oceanos compõem cerca de 70% da superfície da Terra e os continentes ocupam o restante. Ou seja: quase 2/3 do planeta são cobertos de água.
A maior parte da água é imprópria para consumo. Do total, 97% é água do mar, muito salgada para beber e para ser usada em processos industriais; 1,75% está congelada na Antártica, na região do polo Norte e em outras geleiras; 1,243% fica escondida no interior da Terra. Sobram apenas 0,007% de água boa para ser usada.
O planeta Terra possui mais água do que qualquer outra substância em sua estrutura. A camada externa da Terra é dura e rochosa e tem até 60 quilômetros de espessura. Embaixo dos oceanos essa crosta não é tão grossa, e chega a 8 quilômetros. (m5comunicacao)

Nenhum comentário: