segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Avalanche causa pânico na via Imigrantes

Avalanche causa pânico na rodovia dos Imigrantes e atinge 23 carros e uma carreta
Uma mulher morreu e 23 veículos de passeio e uma carreta foram atingidos, mas não há feridos. A Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo identificou a vítima como Lílian Aparecida de Souza, 43
A Polícia Rodoviária Federal em Cubatão (SP) confirmou que uma pessoa morreu no deslizamento de terra que aconteceu no trecho de serra da rodovia dos Imigrantes, no começo da noite de 22/02/13. A pista da Imigrantes, no sentido capital, continuava interditada para o trânsito de veículos por volta das 23h.De acordo com a polícia, a vítima é uma mulher de aproximadamente 30 anos.
O corpo foi encontrado por volta das 22h30, embaixo do carro em que ela viajava com o marido. De acordo com o relato do homem –cuja identidade é desconhecida– à PMR, o veículo foi surpreendido pelo deslizamento de terra, pedras e madeira no momento em que chovia forte no local.
Segundo ele, a mulher deixou o carro –um Fiat Idea preto com placa de São Paulo –e acabou sendo arrastada pela enxurrada.
Até às 3h de 23/02 o corpo da vítima ainda não havia sido recolhido do local, pois as condições da estrada impedem o carro funerário da Prefeitura de São Vicente de chegar ao local.
Ainda segundo a Polícia Rodoviária, não se sabe se a vítima era motorista de algum veículo. A polícia não descarta a hipótese de a mulher ter saído do veículo assustada com o deslizamento.
De acordo com a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta Imigrantes, a rodovia dos Imigrantes, no no sentido capital, segue totalmente interditada devido ao deslizamento de barreira no trecho de serra.
Ainda de acordo com a Ecovias, os motoristas que sobem a serra no sentido São Paulo têm como opção uma das faixas da via Anchieta.
A Ecovias informou que 23 veículos de passeio e uma carreta foram atingidos pelo material que deslizou da encosta.
Equipes da área de tráfego e engenharia foram para o local com 12 caminhões basculantes, quatro escavadeiras hidráulicas, uma pá carregadeira e uma escavadeira sobre esteira para retirar o material.
A Ecovias recomenda aos usuários que evitem acessar as rodovias do SAI. (folhadolitoralnorte)

Nenhum comentário: