quinta-feira, 17 de abril de 2014

Após dois dias sem baixar, Cantareira volta a cair

Após dois dias sem baixar, nível do Cantareira volta a cair e chega a 12%
Nível mais baixo da história também foi registrado dia 12/03/14.
Previsão é de chuva na região dos reservatórios até 16/04/14

Vista da Represa Jaguari, na cidade de Vargem, no interior de São Paulo
Depois de dois dias sem baixar, os reservatórios de água do Sistema Cantareira voltaram a atingir o menor índice de sua história em 15/04/14. Após chuva de apenas 1 milímetro registrada em 14/04, o volume acumulado voltou a 12%, o mesmo registrado de 12/04.
Em 13/04 o Sistema apresentou sinais de recuperação ao subir 0,1% e atingir 12,1%, com ajuda da chuva de 34,3 milímetros. Na segunda-feira, manteve-se o mesmo número.
A previsão é de chuva em São Paulo e também em Minas Gerais até 16/04, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O tempo deve ficar instável no norte do estado. A média de chuva neste mês está em 55,5 mm. A média histórica para abril é de 89,3mm.
Para incentivar a economia de água pela população, o governo de São Paulo ampliou o desconto para 31 cidades da Região Metropolitana. A medida, válida desde 1º de abril, dá desconto de 30% na conta para quem economizar em 20% o uso de água.
Antes, a proposta valia para moradores de 11 municípios de regiões abastecidas pelo Cantareira.
Julho
A estiagem atípica registrada no primeiro trimestre de 2014 antecipou, do fim de agosto para meados de julho, a previsão de "colapso" no Cantareira, aponta um novo estudo do Grupo Técnico de Assessoramento para Gestão (GTAG) do sistema.
Em fevereiro, a previsão era que o volume útil das represas se esgotaria no final de agosto, no cenário mais pessimista de falta de chuvas. Agora, nas mesmas condições, a estimativa é que a água acabe já em julho, forçando a retirada, a partir de então, do chamado "volume morto", que necessita de bombeamento para ser captado.
O relatório do GTAG é assinado pelo Daee, pela ANA, pelos comitês das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ) e das Bacias do Alto Tietê, e pela Sabesp, após uma reunião no dia 28 de março.
Saiba como economizar:
Para economizar água, a Sabesp recomenda que o consumidor adote algumas atitudes diárias. Veja abaixo:
- Tome banhos rápidos e feche a torneira ao se ensaboar;
- Lave a louça de uma vez e feche a torneira ao ensaboá-la;
- Não lave a calçada nem o quintal, use a vassoura;
- Ao lavar o carro, use um balde;
- Acumule roupas para lavar na máquina de uma vez só;
- Deixe a torneira fechada ao escovar os dentes e fazer a barba.
Outro fator que colabora para o desperdício de água são os vazamentos. A Sabesp oferece um curso gratuito que ensina práticas simples para identificar possíveis problemas em instalações hidráulicas. O programa é aberto ao público em geral e é ministrado nos períodos da manhã e da tarde.
Os participantes recebem uma cartilha explicativa ilustrada e um certificado de conclusão.
Quem se interessar deve procurar a regional da Sabesp mais próxima de sua residência. Visite o site da empresa para conferir os endereços. (g1)

Nenhum comentário: