sábado, 21 de junho de 2014

Alertas de desmatamento em maio somam 271 km2

Monitoramento
Resultados devem ser analisados em conjunto com informações sobre cobertura de nuvens, conforme estudos sobre maio.
As áreas de alerta de desmatamento e degradação na Amazônia somaram 271 km2 em maio, segundo os dados registrados pelo Deter, o sistema de detecção do desmatamento em tempo real do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI) baseado em satélites e destinado a orientar a fiscalização em campo.
Os resultados do Deter devem ser analisados em conjunto com as informações sobre a cobertura de nuvens, que afeta a observação por satélites. As áreas em rosa do mapa a seguir correspondem aos locais que estiveram encobertos no período. No mesmo mapa, os pontos amarelos mostram a localização dos alertas emitidos pelo Deter.
Mapa de alertas de maio, mês em que a cobertura de nuvens impediu a observação de 51% da Amazônia.
Realizado pela Coordenação de Observação da Terra do INPE, o Deter é um serviço baseado em dados de satélite de alta frequência de revisita. Os alertas produzidos servem para orientar a fiscalização e garantir ações eficazes de controle da derrubada da floresta. Embora sejam divulgados relatórios que reúnem dados de um ou mais meses, os resultados são enviados quase diariamente ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).
Para computar a taxa anual do desmatamento por corte raso na Amazônia, o INPE utiliza o Prodes, que trabalha com imagens de melhor resolução espacial capazes de mostrar também os pequenos desmatamentos. (brasil)

Nenhum comentário: