sábado, 18 de outubro de 2008

Política Energética

Aperfeiçoar o potencial de geração e transmissão instalado, recuperar o potencial das usinas hidrelétricas em operação, reduzir perdas e atualizar os equipamentos existentes; programar a conservação e eficiência energética junto aos consumidores; incentivar a produção de energia renovável, diversificar as fontes utilizadas; universalizar a distribuição. Reformular setor de transportes, adotando medidas que substituam os combustíveis fósseis por biodiesel ou biomassa, promover a recuperação e a expansão da malha ferroviária nacional. Campanhas defendendo as energias renováveis e contra a construção de Angra 3 (sem os devidos cuidados), grandes barragens e termelétricas abastecidas por carvão mineral. # A energia nuclear, apesar de ser considerada a de maiores riscos, parece ser uma das preferidas, não polui, não produz os chamados gases do efeito estufa; # A energia solar, produzida pelo calor solar, fonte de vida sobre a terra; # A energia marinha, produzida pelas ondas e marés, não atraiu políticos e cientistas; # A energia eólica, produzida pelo vento, afirma-se ter alto custo, é pouco explorada; # A energia proveniente do aproveitamento do gás metano gerada nos aterros sanitários. O gás metano ou gás natural é 21 vezes mais poluente que o gás carbônico; # A hidráulica, considerada ideal e não poluente, possui seus inconvenientes. Destrói e inutiliza grandes áreas, sua flora e fauna, e libera para atmosfera grandes massas de metano; # Energia geotérmica é o aproveitamento da energia existente no interior do globo terrestre.

Nenhum comentário: