sábado, 5 de novembro de 2011

Sete bilhões de motivos para pensar no amanhã

O habitante de número 7 bilhões da Terra nasceu na segunda-feira, 31/10/11. Algumas cidades de países reivindicam o título. A marca de 6 bilhões foi alcançada em 1999.
O crescimento sem planejamento causa problemas. O Brasil não escapa dessa realidade. Em Macapá, a população sofre com hospitais em péssimo estado por causa do desvio de recursos públicos.
Na luta por dias melhores, brasileiros reivindicam seus direitos. Esse é o caso de Paulo Sérgio Souza da Silva, que pintou sua casa com frases de protesto, após não conseguir apoio do governo.
Favelas retratam ainda a triste realidade do crescimento sem controle. Violência e tráfico de drogas na grande maioria das cidades brasileiras são alguns dos problemas.
A falta de estrutura, especialmente saneamento básico provoca tragédias, como enchentes, incêndio. A seca e a fome estão presentes na vida de muitos brasileiros.
Chuvas fortes provocam enchentes em várias partes do País. Nos grandes centros, como Rio de Janeiro, por exemplo, as polícias Militar e Civil e o exército uniram forças para combater a ação de traficantes e das milícias dentro das comunidades. Nos grandes centros, adultos e até mesmo crianças frequentam locais de consumo de drogas, como é o caso da região conhecida como cracolândia em São Paulo. Em Brasília, casos de corrupção chamam a atenção. Nos últimos dias, o ministro do Esporte, Orlando Silva, deixou a pasta após denúncias. Ele é o sexto a sair do governo Dilma Rousseff.
Estatísticas da ONU acreditam que a população aumente de forma gradual até 8 bilhões em 2025.
São indícios de que o país precisa urgentemente da intervenção divina para tomar um novo rumo e se prepara para o grande dia da segunda vinda do Senhor Jesus. Em meio a tudo isso surge à pergunta: Os cristãos o que estão fazendo para mudar esse caos?
Apesar do empenho e esforço de muitos, grande parte da igreja cristã parece acomodada, alheia, e conivente com o caos. É hora do povo de Deus levantar clamores nos quatro cantos deste país pedindo misericórdia e que Deus salve a nossa nação. Não podemos fechar os olhos e nem tão pouco lavar as mãos sob a alegação que nada temos a ver com esse caos mundial. É preciso ter visão do Reino e investir na salvação dos bilhões que ainda não foram salvos. Urgentemente a Igreja precisa se colocar na brecha para que vidas sejam transformadas e salvas. JESUS PREVE VIRÃ e amanhã será tarde demais. (lyvrearbitrio)

Nenhum comentário: