quarta-feira, 11 de junho de 2014

Mudanças na casa ajudam na economia de água

Redutores de consumo também podem ser usados em residências.
É grande a variedade de produtos que poderiam funcionar como boas ferramentas para ajudar os brasileiros a reduzir os gastos de água. Há peças funcionais, com design sofisticado e até mesmo com conceitos mirabolantes – caso de uma pia acoplada a um sanitário, que reutiliza no fluxo da descarga a água que saiu da torneira e foi pelo ralo.
Mesmo com tantas ofertas, o consumidor ainda não aderiu a este tipo de produto. “Levar o cliente a conhecer, entender a tecnologia e preferir produtos que economizem água é um grande desafio”, diz Alexandre Tambasco, gerente de marketing da Lorenzetti, empresa especializada na fabricação de duchas e chuveiros. Do total de vendas da marca, apenas 3,5% são produtos sustentáveis, que regulam a vazão da água e, portanto, gastam menos que os convencionais. A expectativa é que as vendas para o segmento cheguem a 5% nos próximos 2 anos.
Além de o consumidor muitas vezes não conhecer as alternativas do mercado, os preços viram outro empecilho na hora da escolha do produto no balcão da loja. Uma torneira de pia de banheiro com sensor de presença chega a custar 38% a mais que um modelo semelhante não sustentável. Isso porque os dispositivos são mais complexos e sofisticados, o que explica os custos mais elevados. O cliente tende a preferir a mercadoria mais barata, mesmo que o investimento não compense em longo prazo, e as torneiras automáticas acabam por ser recomendadas para uso público e não pessoal. Apesar de a procura ainda ser muito pequena, os investimentos das empresas essa área estão crescendo. “Hoje, ser sustentável é essencial”, diz Tambasco.
A maioria das companhias que produz produtos nas áreas molhadas de residências e escritórios possui um canal de sustentabilidade. Na fábrica da Deca, em Jundiaí/SP, por exemplo, a marca desenvolveu um projeto que aliou o tratamento de efluentes industriais  e de reaproveitamento de água tratada à produção. A empresa reduziu em 58% o volume de água gasto por peça industrializada. No site, ainda há pequenas dicas de como o consumidor pode economizar água, fotos e informações esclarecedoras dos produtos da marca que oferecem economia.
A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) trabalha com diversas empresas para desenvolver equipamentos que tragam vantagem na redução do consumo de água. A medida faz parte do Programa de Uso Racional da Água (PURA) da companhia. “Hoje é fundamental questionar a utilização imprópria da água”, diz Pedro Jacobi, pesquisador do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP).
“Assim como o reuso, essas tecnologias são essenciais”. Trocar a torneira convencional por uma que tenha temporizador evita perdas, pois somente a vazão necessária escapa. “No entanto, fora de locais públicos e estabelecimentos comerciais, a medida é pouco adotada”, diz o pesquisador. “Nunca vi uma dessas em um domicílio particular.”
Contra o desperdício
O Programa de Uso Racional da Água (Pura) foi criado para evitar o desperdício.
Foram estabelecidas metas como promover a mudança de hábitos culturais da população e desenvolver novas tecnologias à redução do consumo de água. A empresa trabalha em parceria com fabricantes para oferecer a equipamentos redutores mais eficientes. A Sabesp tem showroom com produtos economizadores. A empresa também oferece curso para encontrar perdas em casa.
Produtos econômicos
Torneira inteligente - Fecha a saída de água depois de 60 segundos ou quando as mãos saem do sensor: tecnologia evita que o consumidor esqueça a torneira aberta.
Chuveiro Aquamax – Tem dois modelos (redondo e quadrado). O diferencial é que mistura ar e água, proporcionando uma sensação de jato abundante, mas com economia.
Monocomando touch digital para lavatório e chuveiro – o dispositivo permite a visualização da temperatura, vazão e consumo de água. Possui limitador de temperatura e o controle do tempo do banho.
Cuba e bacia – Integra pia e sanitário no mesmo produto. A água usada no lavatório é filtrada e automaticamente enviada para a caixa da descarga, permitindo economizar até 25% do consumo.
Válvula de descarga Silent Flux – A vazão e o tempo de descarga podem ser regulados externamente.
Válvula de descarga Silent Flux – A vazão e o tempo de descarga podem ser regulados externamente.
Possui ciclo fixo, que para de funcionar automaticamente, promovendo uma economia de água de 70%.
Restritor de vazão – Dispositivo de fácil instalação, controla a quantidade de água que sai da torneira, ajudando a economizar o recurso e na conta.
Watterpebble: Um dispositivo redondo, funciona como uma semáforo, fica no chão do box e alerta para o consumo de água excessivo através de um sistema de luzes.
Torneira Genius Flex: Acionamento automático e manual, além disso, usam arejadores, permitindo maior controle do fluxo da água e sensação de maior vazão. (OESP)

Nenhum comentário: