sábado, 9 de julho de 2016

No futuro podemos ter estradas de plástico

Nessa era da sustentabilidade, cada vez mais vemos projetos de reaproveitamento e reciclagem. E isso é importante para que inovamos na maneira de produzir e, consequentemente, na maneira como nos inserimos no meio ambiente.
Um dos pontos críticos tratando-se de poluentes é o mercado de autos, que contribui bastante para a degradação ambiental. Não apenas os carros: o asfalto utilizado na pavimentação das vias retém o calor durante o dia, e torna as noites 5ºC mais quentes, o que faz com que o consumo de energia e água seja maior.
Uma iniciativa está tentando mudar isso: a construtora holandesa VolkerWessels resolveu pensar em soluções para a questão do asfalto. E encontrou uma bastante interessante: substituí-lo por plástico.
Pois é, parece coisa de carrinho de brinquedo, mas é real. A construtora revelou planos de utilizar plástico que foi reciclado na construção de estradas sustentáveis e mais práticas do que as ultrapassadas estradas feitas de asfalto.
Além dos benefícios para o meio ambiente, a empresa indica que o plástico reutilizado será três vezes mais durável que o asfalto. Outro ponto positivo: ele irá sobreviver a grandes mudanças de temperatura, então, nada de superaquecer.
As estradas de plástico também são mais leves e reduzem o impacto no solo. A construção delas pode ser feita em semanas e elas podem ser ocas, o que facilita a passagem de cabos e canos.
Ela ainda é um projeto. Mas, na Holanda em Roterdã, o sistema já começou a ser implementado. Os primeiros testes já começaram a ser feitos e, se tudo der certo, em breve o número de estradas de plástico será maior.
E isso irá modificar o funcionamento de diversas indústrias ao redor. Por exemplo: a indústria de seguros deverá enxergar a mudança nas pistas, que oferecerão menos riscos, e deverá alterar a maneira de precificar o seguro de automóveis.
Já pensou transformar aquela garrafinha de água em estrada? (ambienteenergia)

Nenhum comentário: